Estudo comparativo do índice de sucesso e estabilidade de implantes submetidos à carga imediata em mandíbulas edêntulas reabilitadas compróteses híbridas com ou sem estrutura rígida

Aluno(a): Hyung Joo Lee
Orientador(a): Prof. Dra. Ivete Aparecida de Mattias Sartori
Área: Implantodontia
Ano: 2010

A reabilitação suportada por implantes vem sendo utilizada há mais de quarenta anos, com altas taxas de sucesso relatadas. O objetivo deste estudo foi avaliar clínicamente a estabilidade primária e secundária de implantes submetidos à carga imediata reabilitados com próteses fixas mandibulares híbridas com ou sem barra rígida. Foram tratados 15 pacientes edêntulos totais, com instalação de 5 implantes (Neodent, Curitiba, Brasil) na região entre os forames mentuais. Os pacientes foram divididos aleatoriamente em 2 grupos, de acordo com o tipo de prótese: para os pacientes do grupo I o laboratório executou uma prótese do tipo protocolo convencional com barra rígida e para os pacientes do grupo II foram confeccionadas próteses com o sistema de extensão cantilever, possuindo pequenas barras de titânio apenas nos dois cilindros distais. Após a instalação dos implantes e dos intermediários, a estabilidade primária conseguida no procedimento cirúrgico foi aferida utilizando análise de freqüência de ressonância (Osstell mentor, Gotenberg, Suécia). As aferições de estabilidade dos 75 implantes foram realizadas nas faces vestibular e proximal em três momentos: T0 – após a instalação dos implantes; T4 – 4 meses após; T8 – 8 meses após. A presença de dor, inflamação e mobilidade dos implantes também foram avaliadas. Os dados foram tabulados e analisados estatísticamente, Para a verificação da normalidade foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov (nível de significância de 0,05). Para as comparações múltiplas foi utilizado o teste de Tukey HSD. Para a verificação comparativa do índice de inflamação e mobilidade foi utilizado o teste do Qui-quadrado e o teste de Mc-Nemar. Os resultados obtidos mostraram valores médios de ISQ estatisticamente iguais para os dois grupos, independente do período de avaliação, durante acompanhamento de 8 meses assim como para os dados de índice de inflamação e mobilidade. Conclui-se que o uso de próteses totais implanto-suportadas livres de estrutura metálica é uma opção viável de tratamento para reabilitação de mandíbulas edêntulas.

Palavras-chave:: Implante Dentário Osseointegrado; Reabilitação Bucal; Prótese Total Imediata.

DOWNLOAD