Avaliação radiográfica do comportamento ósseo na região posterior de mandíbulas edêntulas reabilitadas

Aluno(a): Paola Rebelatto Alcântara
Orientador(a): Prof. Dra. Flavia Gasparini Kiatake Fontão
Área: Implantodontia
Ano: 2010

A proposta desse trabalho, prospectivo longitudinal, foi avaliar radiograficamente o comportamento ósseo na região posterior de mandíbulas edêntulas reabilitadas com próteses fixas de arco total implantossuportadas de dois tipos: barra rígida e barra distal. A amostra foi de 15 pacientes, divididos em 2 grupos. O primeiro, n=7, com barra rígida e o segundo, n=8, com barra distal. Ambos portadores de 5 implantes com plataforma de hexágono externo, instalados na região entre os forames mentuais.  foram realizadas radiografias panorâmicas e tomografias computadorizadas por feixe cônico em todos os pacientes, imediatamente após a instalação dos implantes e das próteses (T0) e depois de 8 meses (T8). Nas imagens obtidas, foram feitas medidas lineares em triplicata, da altura da crista óssea da região posterior de mandíbula, em 3 áreas distintas, a 5, 10 e 15 mm do longo eixo dos implantes distais (1 e 5). Adicionalmente, nestas mesmas áreas, foram obtidas medidas de densidade, por meio de tomografias computadorizadas. As médias dos valores obtidos foram submetidas à análise de variância e comparadas pelo teste t Student, com nível de significância de 0,05%. Com relação ao tipo de barra, não houve diferenças significativas (p < 0,05) em todos os fatores estudados. Por meio da análise de radiografias panorâmicas, constatou-se 3,03% de aumento na altura óssea. Para todas as medidas, obtidas por meio de tomografia computadorizada por feixe cônico, observou-se ganho ósseo de 4,92%, nas medidas lineares, e aumento em densidade de 3,14% (p < 0,05), depois de 8 meses da reabilitação, valor significativo estatisticamente. Conclui-se, portanto, que houve aumento ósseo, qualitativo e quantitativo, na região posterior da mandíbula, com o uso de prótese total fixa de arco total implantossuportada e aplicação de carga imediata.

Palavras-chave:: Remodelação Óssea; Implante Dentário Osseointegrado; Reabilitação Bucal, Tomografia Computadorizada por Raios X.

DOWNLOAD