Diagnóstico e planejamento em cirurgia ortognática

06/09/2018

Estima-se que 2% a 5% da população apresentam algum grau de desarmonia facial ou alterações importantes nos ossos da face e que acarretam em problemas funcionais como da respiração, da articulação, da fala ou da mastigação. Nesses casos, a cirurgia ortognática, que pode ser associada com outros tratamentos odontológicos ou médicos, acaba sendo uma importante indicação para a correção dessas deformidades dentofaciais.

E o diagnóstico e o planejamento da cirurgia ortognática estão sendo apresentados em um curso técnico laboratorial realizado nesta semana na Faculdade Ilapeo. O coordenador do curso e doutor em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba, da UNICAMP, Leandro Eduardo Kluppel explica que o objetivo do curso é fornecer capacitação para os especialistas, residentes e especializandos em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e ortodontistas que querem atualizar os conhecimentos referentes ao diagnóstico e o tratamento.

"Esse curso tem um aspecto multidisciplinar, pois além de envolver cirurgiões-dentistas que atuam em especialidades como a ortodontia e DTM dor orofacial, também envolve a área médica, como o da otorrinolaringologia. E ele é focado no que existe de mais moderno no tratamento", afirma Kluppel. Nesse sentido, destaca, estão os simuladores virtuais. Por meio de tomografias é possível fazer o escaneamento dos dentes e prever os resultados após a cirurgia, tanto em questões estéticas como funcionais.

Além da fundamentação teórica com o estudo de diversos casos clínicos, os alunos terão a oportunidade de acompanhar e auxiliar em dois procedimentos cirúrgicos sob supervisão do corpo docente. Quem quiser saber mais sobre esse e outros cursos da Faculdade Ilapeo pode acessar o nosso site: www.ilapeo.com.br/agenda