Biblioteca

Voltar

Dissertação

Desenho dos implantes do tipo Morse e protocolo de carregamento – Um estudo transversal com acompanhamento de 5601 implantes

Aluno: Rafael Coutinho Mello Machado
Orientador(a): Dr. Sérgio Rocha Bernardes
Área: Implantodontia
Ano: 2017

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do desenho e do protocolo de carregamento na sobrevivência de implantes tipo Morse. O universo da análise foi pacientes reabilitados no Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico (ILAPEO) entre os anos de 2006 e 2012, seguindo as diretrizes do Statement STROBE. A amostra constou de 5601 implantes, instalados em maxila e mandíbula, e apresentou taxa de sobrevivência de 98,31%, com tempo médio em função de 37,54 meses. O corpo de implante mais utilizado foi o do tipo cilíndrico (70,33%) e o torque médio mais evidenciado no universo do estudo variou entre 41 e 50 Ncm. A análise de regressão logística mostrou que as variáveis na região de instalação, desenho do corpo e ápice do implante, e comprimento não têm influência estatisticamente significativa na perda do implante (p>0,05). O aumento do torque de instalação do implante e o diâmetro têm influência positiva na perda do implante. A carga imediata favorece a manutenção do implante. Pode ser concluído que implantes cone Morse apresentam elevado índice de sobrevivência à longo-prazo que pode ser prejudicada por torques elevados de instalação assim como pelo diâmetro do implante.