Biblioteca

Voltar

Monografia

Importância do condicionamento gengival com próteses provisórias na reabilitação oral sobre implante

Aluno: Cristina Marçal Araujo
Orientador(a): Dr. Caio Hermann
Área: Prótese
Ano: 2015

Resumo
As reabilitações protéticas implantosuportadas apresentam-se como uma solução estético e funcional viável na reabilitação oral. Um dos grandes desafios nessas reabilitações se dá na manipulação dos tecidos gengivais, onde o cirurgião-dentista busca a reconstrução do contorno gengival, com papilas interdentais e perfil de emergência, compatível ao dente natural. As próteses provisórias podem ser definidas como uma fase do tratamento reabilitador que tem a função de manter a estética, proteção de tecidos moles e duros, até a colocação das próteses definitivas. Um dos fatores a serem analisados no planejamento de reabilitações na prática clínica, é a identificação do biótipo gengival, pois é através do conhecimento das diferentes arquiteturas ósseas e gengivais que o resultado reabilitador tem se mostrado mais previsível. Os conceitos de perfil de emergência em terapia com implantes deverão ser aplicados na fase provisória do tratamento, são eles: diâmetro do
implante e sua correta posição, para criar harmonia na morfologia da crista óssea, seleção do intermediário para uma melhora da cicatrização do tecido, e uma coroa provisória com correta anatomia para otimizar o perfil de emergência. A fase provisória é uma fase importante para a comunicação, permitindo que o paciente visualize o resultado protético final do ponto de vista estético e funcional.